Terça-Feira, 13 de novembro de 2018 Nossa história      

Notícias

Taxa de Atualização Cadastral (TAC) do Município de Cabeceiras mais uma vez supera média nacional

Por Secretaria de Comunicação Social

Cabeceiras do Piauí mais uma vez supera a média nacional no quesito Taxa de Atualização Cadastral (TAC) do Cadastro Único e PBF.

O TAC em Cabeceiras é de 83,06%, enquanto que a média nacional é 73,16%. O número reflete que o cadastro no município está bem focado e atualizado.

A TAC é calculada dividindo o número de famílias cadastradas com renda mensal per capita até meio salário mínimo com cadastro atualizado pelo total de famílias cadastradas com renda mensal per capita de até meio salário mínimo por pessoa.

Na área da Saúde, 1.402 famílias foram acompanhadas em Cabeceiras no último semestre. As famílias que devem ser acompanhadas na saúde são aquelas que possuem crianças de até 7 anos e/ ou mulheres gestantes. O município conseguiu acompanhar 1.218 famílias, o que corresponde a um acompanhamento de 86,88%. Superamos a média nacional de acompanhamento na saúde que é de apenas 72,76%.

No município de Cabeceiras 1.756 crianças de 6 a 17 anos do Bolsa Famílias precisavam ter a frequência escolar acompanhado no último bimestre. Dessas, foram acompanhadas 1.677. Portanto, 95,50% das crianças e jovens de 6 a 17 anos do Bolsa Família tiveram a informação de frequência escolar registrada neste período. Também superamos a média nacional que é de apenas 91,07% de acompanhamento da educação.  

A Secretária de Assistência Social, Márcia Oliveira salienta que o bom resultado é fruto de muita dedicação e esforço da equipe do cadastro único.

POLÍTICAS PÚBLICAS

Antonilda, Gestora do CadÚnico e Programa Bolsa Família, destaca que, hoje, a Prefeitura de Cabeceiras do Piauí busca sempre melhorar os índices do município, no entanto o sucesso dos programas está calcado em políticas bem estruturadas em âmbito nacional.

“A melhoria dos índices é sempre uma das maiores buscas da gestão, mas a conquista destas metas não representa números apenas, e sim a superação da condição de município prioritário no cenário nacional. Isso nos permite dizer sobre a qualidade na oferta de serviços, atingindo a vida das famílias que necessitam da política de assistência social e todos os programas sociais do cadastro único", avalia Antonilda.