Segunda-Feira, 18 de novembro de 2019 Nossa história      

Notícias

Criadores de suínos de Cabeceiras participam de audiência sobre a peste suína clássica

Por SEMCS - Secretaria Municipal de Comunicação Social

A Audiência aconteceu nesta terça-feira, dia 02 de julho, às 8h da manhã, no Ginásio Poliesportivo.

O Ministério Público na pessoa do promotor Glécio Piaulino Setúbal realizou audiência pública na cidade de Cabeceiras do Piauí-PI. O tema da discussão foi à erradicação da peste suína clássica que acomete o município.

A Prefeitura Municipal de Cabeceiras, através da secretaria de Comunicação e Desenvolvimento Rural, atendendo ao Ofício de Nº 311/2019 – MPPI/2ª PJB com a recomendação para realização da audiência publica do Dr. Glécio Paulino Setúbal da Cunha e Silva, (Promotor de Justiça Titular da 2ª Promotoria de Justiça de Barras - PI), organizou e fez toda a mobilização dos criadores de suínos e população em geral para participarem da audiência que esclareceu tudo sobre a peste suína clássica no município.

Na oportunidade, os criadores puderam fazer perguntas e tirar todas as suas dúvidas com os representantes da ADAPI, que em seus discursos falaram claramente para todos os presentes que o sacrifício dos animais nada tem haver com a gestão municipal, que não existe esse documento assinado pelo gestor como andam falando, que é uma questão de saúde pública e de total responsabilidade dos governos federal e estadual.

O prefeito Dr. José Joaquim em sua fala agradeceu a presença do promotor, Dr. Glécio, os profissionais da ADAPI, vereadores, secretários municipais, demais autoridades e todo o público presente, o mesmo frisou em sua fala que no município existe uma meia dúzia de pessoas que não querem o bem do povo e vivem pregando por toda parte, todo tipo de mentira para tentar desviar a verdade dos fatos, que no município pode até ter existir alguém que queira o bem do povo igual a ele, mais do que ele, não existe.

“Jamais faria qualquer coisa que pudesse prejudicar o povo cabeceirense, pelo contrário, só tenho feito o bem e trabalhado incasavelvemente por este povo bom, querido e amigo, disse Dr. José Joaquim”.

O gestor esclareceu e garantiu o que disseram o pessoal da ADAPI, que jamais assinou qualquer documento para que os profissionais da ADAPI pudessem fazer o abate dos animais, ou seja, eliminar os focos da doença no município.

Estiveram presentes na audiência, além prefeito Dr. José Joaquim, o promotor Dr. Glécio Setúbal, as vereadoras, Kiane Oliveira e Solange Pereira, os secretários, Apolo Araujo, Deusinho e Márcia Oliveira, Presidente do Conselho Tutelar Eufrásio Filho, comandante do GPM Luis Carlos, Carlos Aberto e demais profissionais da ADAPI, alunos e professores das escolas, Atila Lira e Venância Lages Veloso, os criadores e um grande público.