Quinta-Feira, 12 de dezembro de 2019 Nossa história      

Notícias

Apresentações culturais marcam a primeira semana de atividades do Projeto Rondon em Cabeceiras

Por SEMCS - Secretaria Municipal de Comunicação Social

Os Rondonistas da ‘Operação Parnaíba’ encerraram neste sábado, 26 de janeiro, a primeira semana de atividades em Cabeceiras. Para marcar as atividades da priemira semana no município, as equipes realizaram e participaram de uma grande programação cultural, no Ginásio Poliesportivo, a partir das 19h.

Estiveram presentes na noite Cultural, além do excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal, Dr. José Joaquim e a primeira dama Ana Mota, a equipe da Secretaria de Assistência Social e o colaborador Roney Rodrigues. O Sr. João Pereira da comunidade Baixa de Trás, para abrilhantar o evento, trouxe a bela apresentação do Reisado, o Sr. Júlio da comunidade Barroca, trouxe a dança de São Gonçalo e o Secretário de Esportes, Evandro Alves, apresentou a modalidade de esporte Karatê, somente com alunos do município. O evento foi uma realização dos alunos e professores Rondonistas, com apoio total da Prefeitura de Cabeceiras, através da Secretaria Municipal de Assistência Social.

A ‘Operação Parnaíba’, iniciada no dia 22 deste mês, trouxe 21 rondonistas ao município de Cabeceiras, que são professores e estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS e da Universidade Estadual Paulista – UNESP.

Ao longo da estadia em Cabeceiras, os Rondonistas estão conduzindo oficinas sobre construção de hortas e viveiros comunitários, segurança alimentar, inserção no mercado de trabalho, acesso ao ensino superior, disposição de resíduos sólidos urbanos, reciclagem, saúde LGBT, primeiros socorros e sexualidade, educação fiscal, potencialização da água, potencialidades turísticas, feira livre, feira da saúde, miscelânea cultural, corrida de rua e cinema na praça, dentre outras atividades.

O Projeto Rondon prioriza ações que tragam benefícios permanentes para as comunidades, principalmente as relacionadas com, a melhoria do bem estar social e a capacitação da gestão pública. Busca, ainda, consolidar no universitário brasileiro o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais, contribuindo na sua formação acadêmica e proporcionando-lhe o conhecimento da realidade brasileira.